Terça-feira, 25 de Maio de 2010

Os artistas e o Fisco

O Fisco está intrigado com o facto de algumas das maiores estrelas do mundo artístico nacional terem uma “actividade intensa em Portugal e no estrangeiro” e declarações de rendimentos surpreendentemente baixos. Com a malha fiscal mais apertada, a fuga descarada ao pagamento de impostos está hoje mais dificultada. A criatividade no que respeita aos impostos irrompe, porém, na mais esconsa cave dos subúrbios. Se os mais poderosos descobriram, apoiados em consultores e técnicos, os super-poderes da eficiência fiscal e as suas infinitas potencialidades, a arte de fuga, ainda que mais fragilizada, continua a assentar no facto de o Fisco não estar dotado do dom da ubiquidade. E convenhamos que face ao ataque sistemático dos governos aos contribuintes, os faltosos não serão heróis, mas são, pelo menos, equiparados, no imaginário colectivo, a grandes artistas.

publicado por afacevisivel às 00:08
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Zezito Palhaço a 25 de Maio de 2010 às 06:43
Eu cá sou artista de circo.E como não tenho trabalho agora fujo ao fisco.
O meu colega Tony que apanhou a carreira, é que se safa.Agora faz picnics e é pago em cestas com merendas


Comentar post

_Mais sobre mim

_Pesquisar neste blog

 

_Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
17
18

19
20
25

26
27
28
29
30


_Posts recentes

_ Casamento homossexual, ab...

_ A promoção de Vara

_ A tosta mista e patriótic...

_ Um novo milagre das rosas...

_ É tão feio mentir a um il...

_ O Dia Europeu com Marijua...

_ Continuamos no pelotão do...

_ Os demónios internos do P...

_ Um país de chefes

_ O País das Maravilhas de ...

_Arquivos

_ Setembro 2010

_ Julho 2010

_ Junho 2010

_ Maio 2010

_ Abril 2010

_ Março 2010

_ Fevereiro 2010

blogs SAPO

_subscrever feeds