Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

Os demónios internos do PSD

O projecto de revisão constitucional de Passos Coelho despertou os demónios internos do partido, tirando do armário velhos rituais de canibalismo ideológico. Não há, de facto, nada melhor do que um partido impaciente para dar início a uma zaragata e o PSD tem uma propensão inata para o conflito e para a conspiração. É verdade que nem tudo tem corrido bem a Passos Coelho: sobrexposição mediática, ausência de uma equipa de porta-vozes sectoriais e uma manifesta incapacidade para amansar a desconfiança dos órfãos do cavaquismo. A proposta da revisão constitucional é a cereja em cima do bolo. Caoticamente comunicada, é legítima a dúvida sobre o ‘timing’ em que é apresentada. Como diz, com graça, Marcelo, o PSD parece querer vender óculos de sol em tempos de borrasca. No entanto, a crítica de Sócrates ao projecto – acusando-o de ser um programa de Governo – é o melhor elogio que se lhe poderia fazer. Passos Coelho mostrou, sem calculismos, o que pensa e ao que vem. E está a pagar por isso. Mas, não pode ser acusado de ser mais um político eficaz na forma e vazio ou errante no conteúdo.

publicado por afacevisivel às 00:07
link do post | comentar | favorito

_Mais sobre mim

_Pesquisar neste blog

 

_Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
17
18

19
20
25

26
27
28
29
30


_Posts recentes

_ Casamento homossexual, ab...

_ A promoção de Vara

_ A tosta mista e patriótic...

_ Um novo milagre das rosas...

_ É tão feio mentir a um il...

_ O Dia Europeu com Marijua...

_ Continuamos no pelotão do...

_ Os demónios internos do P...

_ Um país de chefes

_ O País das Maravilhas de ...

_Arquivos

_ Setembro 2010

_ Julho 2010

_ Junho 2010

_ Maio 2010

_ Abril 2010

_ Março 2010

_ Fevereiro 2010

blogs SAPO

_subscrever feeds